we sign it - Queremos que a maior reserva natural da África permaneça como reserva

Queremos que a maior reserva natural da África permaneça como reserva

A Reserva Natural de Termit e Tin Toumma, a maior reserva natural da África está sendo ameaçada pela China a sua petrolífera multinacional – CNPC (China National Petroleum Corporation)
O Governo da Nigéria, sob pressão da China acaba de retirar a classificação de reserva desta importante área natural.
Não podemos deixar a China destruir impunemente a biodiversidade Africana.
Faça parte dessa mobilização. Assine e compartilhe essa petição.

A reserva natural de Termit e Tin Toumma está situada no deserto do Sahara e contém:
- 100.000 km de extensão – três vezes o tamanho da Bélgica
- mais de 130 espécies catalogadas de aves
- dezenas de répteis
- mais de quinze espécies de mamíferos, incluindo o adax, classificado como criticamente ameaçado pela União Internacional para a Conservação da Natureza (que a China preside desde 2012).
 
Ao retirar o status de Reserva desta área, toda essa biodiversidade desaparece para as gerações futuras
 
Enquanto a China, em seu próprio território multiplica seus compromissos ambientais: protegendo animais ameaçados, como o panda e hospedando grandes eventos como a próxima COP 15 da "Convenção para a Diversidade Biológica". No continente Africano, se dedica a uma operação real de destruição da biodiversidade.
 
É o momento de recusarmos essa nova forma de neocolonialismo, destrutivo do meio ambiente e das populações locais.
 
Apesar de muitas tentativas de contato, ONGs internacionais e locais não conseguiram dialogar com a CNPC (China National Petroleum Corporation)  para a implementação de medidas ambientais.
 
Não temos outra escolha a não ser nos mobilizarmos maciçamente para pressionar a CNPC e o Governo Nigeriano para obter a reclassificação como Reserva da Reserva Natural Termit e Tin Toumma.

Signer

Compartilhe com seus amigos e familiares